A Coordenadoria

Coordenadoria Especial de Biociências e Saúde Única

Esta coordenadoria surge para unir profissionais de diferentes áreas com o objetivo de compor um horizonte interdisciplinar dentro do Centro de Ciência Rurais, da Universidade Federal de Santa Catarina, Campus de Curitibanos.

O termo BIOCIÊNCIAS define as ciências da vida que se ocupam em estudar os seres vivos na sua forma mais ampla, considerando aspectos como a sua evolução, as condições de vida, modo como se relacionam e suas interações com o ambiente.

O conceito de SAÚDE ÚNICA traduz a indissociabilidade entre as Saúdes Humana, Animal e Ambiental para a garantia da saúde global e promoção de novos patamares de bem-estar social. De acordo com a perspectiva da tríade da Saúde Única, existem quatro grandes áreas que influenciam a situação sanitária em um determinado território: o ambiente e sua ocupação, as questões sociais, o aspecto econômico e os comportamentos.

Desta forma, a Saúde Única depende dos esforços multidisciplinares integrados atuando localmente, nacionalmente e globalmente. No caso deste centro, isso se dá por meio da atuação integrada entre os profissionais da Medicina Veterinária, Medicina, Zootecnia e Agronomia.

Objetivos da CE Biociências e Saúde Única

A Coordenadoria Especial de Biociências e Saúde Única tem como objetivo principal e missão reunir profissionais engajados na busca de alternativas para a promoção de níveis excelentes de saúde e qualidade de vida da comunidade, que atuem nas mais diversas facetas da saúde, da seguinte forma:

  1. Colaborar de forma interdisciplinar e holística para a melhoria da saúde humana, animal e ambiental;
  2. Desenvolver e apoiar estratégias integrativas de avaliação, tratamento, prevenção e combate de doenças humanas, animais e interespecíficas;
  3. Promover a saúde por meio da segurança alimentar e qualidade dos alimentos;
  4. Apoiar estratégias de terapias clássicas e alternativas;
  5. Promover melhor entendimento da transmissão de doenças interespecíficas por meio da medicina comparada e pesquisa ambiental;
  6. Promover a qualidade de vida de forma equilibrada e sustentável;
  7. Compreender os problemas ambientais e seus reflexos na saúde humana e animal e promover estratégias de solução;
  8. Resgate sociocultural da promoção da saúde coletiva.